2015

Para o ano de 2015 houveram poucas alterações nas regras da competição em relação ao ano anterior, a mais notável foi o aumento da área projetada para 900 mm². Neste ano, a equipe ousou no projeto apresentando a primeira aeronave com empenagem vertical dupla e aerofólio assimétrico invertido no profundor, além de estrutura treliçada inteiramente com tubos de carbono. Destacou-se pela 11ª colocação na nota de projeto (relatório e apresentação oral), mas conseguiu apenas efetuar um voo válido e terminou a competição na 33ª colocação.